Secvgaf lança campanha “Nem tudo é o que parece”

O SECVGAF, pensando sempre na saúde do trabalhador, lançou campanha ‘’Nem tudo é o que parece’’, visando a mobilização em torno do Setembro Amarelo. Por falar nisso, você já ouviu falar nesta campanha? O Setembro Amarelo é um movimento de conscientização sobre o suicídio e que desde 2015 realiza ações de divulgação para informar e orientar a respeito da prevenção do suicídio. 

O amarelo é a cor escolhida pelas entidades para fazer menção à Campanha.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, 9 em cada 10 casos poderiam ser prevenidos, e pensando nisso, é que a campanha traz informações e dicas para os familiares, amigos, pessoas da convivência perceberem os sinais. 

Existe muito desconhecimento acerca do tema “Suicídio”. Por isso, criamos essa Campanha de Conscientização! Você vai conhecer o que é mito e verdade sobre o suicídio. Confira!

Verdades: As pessoas pensam antes de cometer suicídio e dão sinais de suas intenções; reconhecer os sinais de alerta e oferecer apoio ajudam a prevenir o suicídio; perguntar sobre a intenção de suicídio não aumenta o desejo de cometer o suicídio; nem todos os suicídios estão associados a outros casos de suicídio na família; a intenção de suicídio não deve ser interpretada como ameaça ou chantagem emocional. Converse! Procure ajudar! 

Mitos: A pessoa que tem a intenção de tirar a própria vida não avisa; o suicídio não pode ser prevenido; falar sobre suicídio pode estimular sua realização; suicídio é hereditário; pessoas que falam sobre suicídio só querem chamar a atenção.

As vezes um sorriso esconde uma grande dor!

Você sabia que 9 em cada 10 casos de suicídio poderiam ter sido evitados? É por isso que o SECVGAF criou a campanha ‘’Nem tudo é o que parece’’, para mobilizar as pessoas sobre esse problema. Nesse post vamos explicar alguns sinais que podem servir de alerta!

• As pessoas sob risco de suicídio costumam falar sobre morte e suicídio mais do que o comum, confessam se sentir sem esperanças, culpadas, com falta de autoestima e têm visão negativa de sua vida e futuro;

• Elas podem se isolar, não atendendo a telefonemas, ficando em casa ou fechadas em seus quartos, reduzindo ou cancelando todas as atividades que costumavam e gostavam de fazer;

• Discriminação por orientação sexual e identidade de gênero;

• Agressões psicológicas e/ou físicas;

• Comentários como ‘’Sou inútil’’, ‘’Queria poder dormir e não acordar mais’’, ‘’Só quero me matar’’, podem ser sinais, fique alerta!

A Dra. Karine Sampaio, médica Psiquiatra, falou, com exclusividade para o SECVGAF, sobre sintomas e sobre a importância do tema. Confira!

Porem, indicamos o apoio do Centro de Valorização da Vida (CVV), que realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias. 

 

Seu amigo ou familiar pode estar precisando de ajuda! As vezes um sorriso esconde uma grande dor!

 

Site: https://www.cvv.org.br/  – Telefone: 188

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − quinze =