Gestante é reintegrada após ação promovida pelo SECVGAF

 

 

Os desembargadores da 2.a turma do Tribunal Regional do Trabalho da 7.a Região julgaram procedente ação impetrada pelo SECVGAF a favor da trabalhadora J.P.S.O. O supermercado realizou desconto indevido do vale alimentação de 2015 a 2017. O valor pago a trabalhadora foi de R$ 5.000,00. Foi aplicando, ainda, multa pelo descumprimento da Convenção Coletiva de Trabalho no valor de um piso da categoria.

 

A funcionária foi reintegrada a sua função pois no período da demissão ficou comprovado que a mesma estava grávida. Com isso, a empresa pagou, a titulo de verbas rescisórias, o valor de R$ 1.408,38.

 

O Presidente do SECVGAF, Milton Melo, enfatiza a importante atuação do setor jurídico. “Nós estamos constantemente atuando e trabalhando na defesa do trabalhador em supermercado. Nos alegra muito ver uma trabalhadora ser reintegrada a sua função depois de uma injustiça. Nós vamos continuar nosso trabalho sempre baseado na ética,“ finalizou Milton

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 + cinco =