SECVGAF ganha ação pelo descumprimento da CCT

 

Um grande supermercado de Fortaleza foi condenado, em primeira instância, pelo descumprimento da Cláusula 8 da Convenção Coletiva de Trabalho e que trata do auxílio alimentação. Os trabalhadores, com jornada de até 6 horas,  e que trabalharam entre os meses de Janeiro a Julho de 2014, não recebiam alimentação. Esses, portanto, receberão o valor de R$ 130,00. Os funcionários com regime de trabalho de 7h20 minutos recebiam alimentação mas a supermercado descontava o valor de R$15/mês. A Justiça do Trabalho determinou, também nesse caso, o ressarcimento dos valores relativo aos sete meses. 

 

Thiago Pinheiro, Advogado do SECVGAF, acredita que essa tenha sido uma grande vitória. Afirma, ainda,  que o trabalho do setor jurídico prima por honrar a Convenção Coletiva e a CLT garantindo o direito do trabalhador.

 

Em tempo!
O SECVGAF ganhou em primeira instância cabendo, portanto, recurso da outra parte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 1 =