Tempo de conversão: demos graças

Aproxima-se a Pascoa do Senhor e todos nós Cristãos devemos parar um pouco e refletir sobre o fato de termos uma vida, uma família, um emprego e tantas coisas boas  que são dádivas de Deus. A graça nos é concedida sem que peçamos. Mas DEUS é assim, cuida de nós porque nos ama incondicionalmente. 
Sintamos a preocupação amorosa de Deus em apontar-nos o caminho da vida plena. A palavra de Deus apresenta neste tempo de Quaresma (tempo de conversão) uma proposta de uma nova aliança, que exige um coração novo e transformado. A nova aliança se realiza em Jesus Cristo. E se realiza na obediência radical ao projeto do reino de Deus, do dom da vida e da entrega aos irmãos. 
As palavras de Deus na liturgia deste domingo, são fortes e incisivas: “Se o grão de trigo, ao cair na terra, não morre, fica sozinho. Mas, se morre, produzirá muitos frutos”. 
Nós somos um grão que tem uma vida escondida dentro dele. Precisamos morrer para a vida de egoísmo, de individualidade, de indiferença que vivemos, e sair da casca, para uma vida nova de partilha e acolhida aos pobres e excluídos.
Às vezes nem precisamos ir tão longe para seguir Jesus e sua forma de vida. Dentro da nossa casa muitas vezes desprezamos alguém. Não vivemos atentos as necessidades básicas do nosso cônjuge,  nossos filhos,  nossa auxiliar, do porteiro do prédio em que moramos, aquele parente que nunca visitamos.
Estejamos vigilantes para não seguir as estruturas do relativismo e sigamos a vida de Cristo que ofertou sua própria vida por nós, pela nossa salvação. 

Desejamos uma feliz PASCOA a todos os associados, funcionários, diretores e familiares que fazem o SECVGAF

 

Milton Melo
Presidente do SECVGAF  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × um =